NBW 031 – DE GREGO 25/02/2014

brasil-protestos-fortaleza-copa-confederacoes

Quando Lula e companhia acertaram com a FIFA que o Brasil sediaria a Copa do Mundo, nos idos dos anos 2007,  80% da população se dizia favorável ao evento. Hoje, às vésperas  do maior acontecimento esportivo do planeta, o sonho virou pesadelo e quase 40% dos brasileiros não querem nem ouvir falar sobre o assunto, segundo o Datafolha.

Será esse o grande fator decisivo da eleição presidencial? Falamos sobre o tema no podcast 031 que tem a participação especial do nosso amigo Caio Kauffmann.

Também comentamos o caso dos cubanos que largaram o programa ‘Mais Médicos’ e os constrangimentos para a presidenta.

ESCUTA AÍ!

[download id=”481″]

 

  • Ricardo Feijó

    Não quer ser chato mas tenho que comentar , em relação ao programa mais médicos não concordo com a opinião do barata até onde eu tenho conhecimento antes deles ( os médicos) saírem de cuba eles sabiam o quando iriam ganhar . Se isso realmente for considerado trabalho escravo o que diríamos da Disney aqui na cidade de Orlando que traz pessoas do mundo inteiro para trabalhar em seus parques pagando mínimo por hora , fazendo que os mesmo trabalhem mais de 40 horas na semana até 80hrs e não pagam over time (hora extra ) ainda assim os trabalhadores estrangeiros tem que viver em complexo de apartamento da própria Disney e eles cobram o aluguel mais caro do praticado no mercado imobiliário de Orlando , o que estou relatando tenho conhecimento pois conheço várias pessoas que vieram trabalhar aqui . Eles também não podem trabalhar em outro lugar aliás todos os estrangeiros com visto de trabalho só pode trabalha para a empresa que requisitou seus serviços isso vai de babá até engenheiro abraços a todos e boas ferias para André

    • Barata

      Fala Ricardo! Nao ‘e chato nao, pelo contrario! Eu gosto quando discordam de mim… Lendo o teu comentario lembrei do escandalo da Hershey um tempo atras
      http://www.washingtonpost.com/national/national-security/foreign-students-say-visa-program-abused/2011/10/26/gIQAbsUESM_story.html

      Eu nao acho os EUA bom exemplo em rela’cao a vistos e situa’cao de estrangeiros no pais, e sei que muita gente esta tentando melhorar as leis que governam isso…

      Agora, imagina a fila que ia ter se cubanos pudessem ir legalmente para Orlando trabalhar.. pra mim isso diz mto mais sobre a situ’cao de alguns em Cuba do que as boas condi’coes de programas em Orlando…

      • Barata

        Ahhh! Por acaso tem um episodio do This American Life que segue uma mulecada que vai pros EUA trabalhar… E mto engra’cado….

  • Olá amigos, tudo bom?

    Olha, eu ouvi faz alguns dias, então se eu esquecer de alguns pontos, já sabem. Rs…

    Muito boa a participação do Caio. Legal vocês se preocuparem em ter um reserva. 🙂

    Em relação aos mais médicos, é realmente algo nebuloso. Porém, eu sou da opinião de que se o médico abandonou o programa, tem que voltar para o país de onde veio. Ora, em um contrato de trabalho normal, quando algo não dá certo, o contrato simplesmente acaba e as pessoas “voltam” para a sua vida normal. Entendo que isso deve acontecer inclusive em ocasiões onde você vai trabalhar para uma empresa em outro país. Enfim, minha opinião.

    Sinceramente, até torço para a copa dar uma estremecida na política brasileira. Mas acho que isso não vai acontecer. Sinceramente, o grande problema que temos na política é só ter mais do mesmo e não ter uma oposição coerente, ponto que vocês já comentaram em alguns programas anteriores. Não acho que a Dilma perca esta eleição…

    Valeu como sempre!!

    Abraços!

    • nbwadmin

      Fala, Igor!

      É, o que existe fora do normal nessa relação do Mais Médicos é a condição política de Cuba. Mas, partindo do princípio de que o Brasil – representado por um governo eleito democraticamente – assinou um contrato com Havana, os termos desse acordo devem ser cumpridos. Portanto, na minha opinião, o Brasil não deveria dar asilo para nenhum médico cubano que chegue aqui nessa condição. Porém, também não tem que ficar caçando os caras e se eles quiserem pedir asilo para os EUA, problema deles, de Havana e Washington. O que repito é que essa doutora foi usada pela oposição, que mostrou um show de oportunismo político. Aparentemente, no entanto, o caso não vai ganhar corpo.

      Sobre a Copa, é difícil prever mesmo. Minha aposta é que pode mudar a eleição, se o evento for uma tragédia, o que honestamente não acredito que vai ser. A eleição parece estar ganha para a Dilma, mas a gente nunca sabe. E se vencer, que não seja uma vitória de Pirro, abaixando as calças completamente para os partidos que formam a ‘base’.

      Hoje escutei no rádio uma história de que o PMDB estaria se aproximando do Aécio. Queria muito que isso acontecesse, sinceramente. Assim poderíamos ter a chance de um governo com menos chupinhas em 2015. A ver!

      Abração, cara!

      Ulisses

  • vivi

    kddddddddddddddddddd?????????????????????????

    • nbwadmin

      ta laaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!