NBW 025 – BRIDGEGATE 13/01/2014

christie1

Imagine você o seguinte cenário. Primeiro dia letivo do ano, correria para chegar naquele compromisso dentro do horário até que o trânsito na sua pacata cidade fica completamente congestionado porque algum imbecil decidiu fechar duas faixas de trânsito na ponte mais movimentada da região. Você leva duas horas a mais no trânsito do que o normal, xinga a mãe do capeta, passa raiva atrás do volante, mas sabe que não há o que fazer, se não esperar. Até porque, esse é um mal que aflige praticamente todas as cidades.

Pois bem, no estado de Nova Jersey, essa cena acima ocorreu em setembro do ano passado. Acontece que alguém decidiu investigar o que levou a um dos maiores congestionamentos dos últimos tempos. E, acredite, tudo foi obra de alguns gravatinhas que sentados no gabinete do governador que queriam promover uma vingança contra seus inimigos políticos. Não acredita? Então acompanhe o caso que promete causar impacto até na corrida presidencial dos EUA.

Outro tema da semana é a rua na Inglaterra onde ninguém trabalha, todos vivem com ajuda do governo e ainda ensinam como roubar a boutique mais próxima. Bem, pelo menos foi essa a imagem que o documentário Benefits Street passou.

Bom apetite!

OUÇA AQUI

[download id=”415″]

 

Photo: Illustration by Leah Tiscione (NY Post)

  • Olá amigos, tudo bom?

    Muito bom o episódio! Eu fico abismado como tem certas “burrices” que os políticos fazem e acham que ninguém vai descobrir. Mas confesso que esta foi tão imprudente que dá a impressão de ser falsa. Mas, como já foi provado que realmente aconteceu, fica só constatada a pretensão dos governantes. (acho incrível vocês trazerem casos lá de fora, pois mostra que o Brasil não é o único).

    Falando no Chris Christie, já vi uma reportagem hoje cedo no Bom dia Brasil. Já estão investigando o cara sobre uma campanha do Sandy. Acho que ele não ganha nem eleição pra síndico mais: http://abcnews.go.com/Politics/feds-investigating-christies-sandy-relief-funds/story?id=21511567

    Sobre o Benefits Street, sou a favor de quem tem mais ter que ajudar quem tem menos. É um dos princípios da economia, tem mais que acontecer. O que não pode, é ter algo vitalício, não dar condições da pessoa evoluir. Afinal, temos que ensinar a pescar e não dar somente o peixe.

    Ah, um podcast de política que ouço e gosto é o do Kennedy Alencar, da CBN: http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/kennedy-alencar/KENNEDY-ALENCAR.htm E um pocast que fala sobre atualidades (mas com um foco menor sobre política) é o ATP Cast : http://atpcast.com.br/

    Falando em podcast, citei vocês na coluna recomendações do Mundo Podcast, depois olhem lá: http://mundopodcast.com.br/recomendacoes/

    E finalizando, fica uma sugestão de pauta: a questão da segurança no Maranhão. Queria saber o que vocês acham da questão ou até se tem algum outro paralelo internacional para falar sobre o tema.

    Obrigado pessoal, abraços!

  • Thais

    Ouvindo vocês falarem sobre as trabalhadas do governador de NJ me lembrei de uma série muito boa. VEEP. A eterna Elaine Benes do Seinfeld é vice presidente dos USA e ela e seus assessores só dão bola fora. Esta na segunda temporada. Já assistiram? Vale a pena.

  • //// Estou comentando aqui porque a área de comments do Ep. 24 não carregou…

    O PT é como nós, do Os Comentadores. Deixou de ser pedra pra virar vidraça. Particularmente não gosto do governo do PT.

    Moro em SP e detestei a administração do Haddad.

    O problema no Brasil não é nem partidário. O problema por aqui é a manutenção do poder. Qualquer político, se trabalhasse com a mesma qualidade na iniciativa privada, seria SUMARIAMENTE DEMITIDO por extrema incopetência.

    Será essa a saída? Privatizar o Governo e convocar algum alto executivo de uma empresa global? (Global entenda-se beeeeem diferente de Rede Globo!)

    Abraços.

    aLx
    http://mundopodcast.com.br/comentadores/

    • nbwadmin

      meu camarada, privatizar o Estado é uma solução que já deveria ter sido adotada há séculos! Até a 1a. Guerra Mundial, um cidadão podia nascer, crescer e morrer sem nem ao menos saber da existência do Estado aqui na Inglaterra. Infelizmente, esse tempo passou. Agora vivemos uma situação totalmente oposta e, te digo, não estou gostando nem um pouco…